Voltando ao contacto, que já lá vai algum tempo

Publicação original aqui.

fjx_1920x1080

Já passou algum tempo desde que publicámos um artigo sobre outras coisas que não notificações ou anúncios de lançamento importantes, uma conversa de chacha adequada, por isso, e hoje, decidi que era altura de dizer olá novamente da nossa parte.

A equipa

Escrevi a palavra “eu” na abertura deste artigo não porque estou a escrever o artigo, mas porque fui eu que fui mais invisível durante um grande pedaço deste ano. O resto da equipa, @joekamprad, @manuel, @dalto, @Pudge, @sradjoker, @ringo e todos os moderadores foram muito visíveis e adequados na interacção convosco. Não se pode dizer o suficiente, eles têm feito um trabalho estelar, estando lá para a comunidade e mantendo o EndeavourOS vivo e animado. A coroa do EndeavourOS é indiscutivelmente vossa, vocês são e sempre foram os verdadeiros heróis desta distro na minha perspectiva.

Quanto a mim, passei por um período muito duro na minha vida, tendo que lidar e ainda lidando com uma perda pessoal, mas estou a sair pouco a pouco do meu período de luto e a começar a lidar com as coisas. Assim, um dos meus objectivos é tentar estar mais visivelmente envolvido no projecto novamente.

Aquisição de Slimbook

Kymera_3

Joe estava a trabalhar num computador remodelado da Dell que comprámos em 2020 a partir do montante da doação que estava disponível nessa altura. A máquina era relativamente antiga, por isso sabíamos que não iria durar muito tempo, mas considerando os recursos disponíveis na altura e o facto de que podíamos actualizá-la, era a melhor opção.

Este ano tornou-se claro que a máquina de trabalho precisava de algumas grandes actualizações para manter o fluxo de trabalho. Procurámos adquirir peças actualizáveis para a máquina, mas a nossa popularidade crescente também se reflectiu na nossa conta Open Collective. Por isso, decidimos fazer uma compra mais sustentável, tanto no consumo de energia como no aspecto do longo prazo.

Kymera_2

Também queríamos apoiar abertamente a comunidade Open Source, optando por uma empresa que produz máquinas com Linux como primeira prioridade.
Em Abril, encomendámos a Slimbook Kymera Ventus AMD com um AMD Ryzen 9 5900X, 32 GB RAM, 500 GB SSD e um HDD secundário de 1 TB.
A Slimbook ofereceu-nos uma ventoinha de arrefecimento melhor com LED em vez da standard que encomendámos e para ter o nosso logótipo gravado na frente da máquina.
Infelizmente, a máquina chegou com danos de transporte à casa do Joe, fazendo com que a máquina arrancasse.
Após uma conversa muito útil entre o Joe e a Slimbook, a questão foi resolvida pela Slimbook e eles até nos enviaram um teclado pelo inconveniente.
O Kymera Ventus está agora alegre e consistentemente a funcionar no centro do nosso desenvolvimento.

PineBook Pro

Pinebook pro

Com a adição de Sradjoker à nossa equipa central de desenvolvimento, o EndeavourOS ARM tem dado enormes saltos no desenvolvimento, também graças a @jonathon pela sua inestimável contribuição. Para expandir o hardware suportado pelo EndeavorOS ARM, comprámos o mais recente Pinebook Pro que foi lançado em Agosto.
Nos bastidores, Sradjoker está a trabalhar arduamente para adicionar o Pinebook Pro ao hardware suportado para a nossa instalação ARM.

Servidores

Server_room

Não, não comprámos uma sala de servidores inteira, mas esta compra foi a mais visível e perceptível e talvez também a mais confusa para vocês. Deixem-me explicar…

Depois de o nosso servidor anterior ter dado mostras da sua idade no início deste ano, tal como a compra do Slimbook, decidimos acelerar o jogo, optando por um servidor mais moderno e poderoso que satisfizesse as nossas exigências agora e no futuro.

Ao contrário da situação anterior em que os websites, o fórum e o espelho funcionavam num servidor dedicado, optámos por um Ubuntu Linux VPS separado para o espelho e um servidor dedicado para os websites e desenvolvimento.
O servidor dedicado tem as seguintes especificações: Intel Xeon E3-1230v6 (Kaby Lake), 4 x 3,5 GHz (máx. turbo 3,9 GHz), 32 GB DDR4 ECC RAM e 2 x 480 GB SSD e está a correr Proxmox 7 em Debian 11 Bullseye.
Com o Proxmox podemos executar os sites e fórum numa VM e ainda temos espaço para criar contentores para desenvolvimento.

Como devem ter notado, migrámos duas vezes para outro servidor num espaço de tempo muito curto. Se não deu por isto, não o/a culpo porque ambas as migrações foram eclipsadas pela recente questão do Grub.
A razão para a migração dupla foi que pouco depois de termos optado pelo novo servidor original, o fornecedor lançou modelos de servidor ligeiramente mais recentes por um preço drasticamente mais baixo. (A diferença era de cerca de 35,- euros a menos por mês)
Uma vez que originalmente estávamos a correr o Xeon E3-1230 e não o hardware ligeiramente mais recente E3-1230v6, tivemos de migrar novamente para obter o novo e mais económico preço. Felizmente, o nosso fornecedor de servidores foi muito flexível na alteração do contrato.

Lançamentos

Endeavour nose

No final do ano passado, introduzimos o nome dos nossos lançamentos principais, seguido de lançamentos intermédios, acrescentando Neo e Nova ao nome do lançamento principal e lançando pequenas alterações ou correcções de bugs ao lançamento principal.
Devem ter reparado que esses lançamentos intermédios também receberam números de versão desde o lançamento da Artemis.

Deixem-me explicar a diferença: as versões principais (Atlantis, Apollo, Artemis) contêm novas funcionalidades.
Os lançamentos Neo e Nova contêm melhorias e correcções de bugs acompanhados do mais recente pacote e kernel.

Portanto, o que se passa com estes lançamentos de números de versão que operam sob o mesmo nome, como Artemis neo 22.7 e Artemis Neo 22.8, posso ouvir-vos pensar.

Bem, estas são versões com uma correcção importante, como a questão do Grub, mas com os mesmos pacotes e kernel da versão anterior, Artemis Neo 22.7, no caso mais extremo.

Mas na maioria das vezes são lançamentos com actualizações ISO com nada mais do que os últimos pacotes e versão do kernel, por isso sem grandes correcções ou melhorias de bugs.
Isto dá à equipa de desenvolvimento mais tempo para se concentrar no desenvolvimento das novas funcionalidades para as versões principais e interinas, em vez de se apressar a empurrar uma para fora porque a ISO lançada está a deteriorar-se e a precisar de uma nova versão.

Neste momento, a Artemis Nova já tem um mês e meio, mas estamos à espera do kernel 6.0 para limar algumas arestas (principalmente Nvidia e bugs de ecrã) antes de lançar uma nova versão de actualização.
Dito isto, a nossa próxima grande versão está a ficar cada vez mais em forma e irá operar sob o nome de Cassini, em homenagem ao astrónomo e engenheiro, mas principalmente em honra da missão Nasa Saturn.
Não posso revelar as novas características neste momento, porque a equipa de desenvolvimento tem de fazer escolhas sobre quais das novas e excitantes características em desenvolvimento estão a entrar no lançamento, mas Cassini é um lançamento pelo qual aguardamos ansiosamente.

Obrigado

lego

Acho que vos pus ao corrente do que tem acontecido e do que está a acontecer connosco e prometo manter-me em contacto mais frequentemente.
Claro que não posso partir sem agradecer a vocês, a comunidade, por nos manterem vivos no fórum, Telegram, Reddit e em todos os nossos outros canais oficiais e não oficiais. Mas daria também um agradecimento especial aos nossos contribuintes financeiros para a nossa conta Open Collective, porque sem esse apoio não poderíamos avançar com o nosso hardware e infra-estruturas. :purple_heart:

4 Likes